domingo, 10 de abril de 2011

Saudades!

Tem dias que a moça tagarela fica muda, estou vivendo um momento assim, há poucos instantes soube que um amigo faleceu, ele não foi apenas um dos que tanto me apoiaram enquanto estive doente. Ele era o cara, que me dava broncas, fazia na marra eu ser forte, e mesmo antes dos meus problemas vivia por aqui comentando, e nas nossas longas conversas profetizava que eu iria longe. Hoje, a noite está tão triste, sei que está em paz depois de fazer tanto bem. Obrigada por tudo! Saudades!


A UM AUSENTE


Tenho razão de sentir saudade,
tenho razão de te acusar.
Houve um pacto implícito que rompeste
e sem te despedires foste embora.
Detonaste o pacto.
Detonaste a vida geral, a comum aquiescência
de viver e explorar os rumos de obscuridade
sem prazo sem consulta sem provocação
até o limite das folhas caídas na hora de cair.



Antecipaste a hora.
Teu ponteiro enlouqueceu, enlouquecendo nossas horas.
Que poderias ter feito de mais grave
do que o ato sem continuação, o ato em si,
o ato que não ousamos nem sabemos ousar
porque depois dele não há nada?



Tenho razão para sentir saudade de ti,
de nossa convivência em falas camaradas,
simples apertar de mãos, nem isso, voz
modulando sílabas conhecidas e banais
que eram sempre certeza e segurança.



Sim, tenho saudades.
Sim, acuso-te porque fizeste
o não previsto nas leis da amizade e da natureza
nem nos deixaste sequer o direito de indagar
porque o fizeste, porque te foste
Carlos Drummond de Andrade

6 comentários:

Shasça disse...

Não sei quem se foi mas parece que há pegadas profundas em ti.
Por vezes, é assimmesmo.
[ ]'s

elias glaucio disse...

Tem pessoas que tornam imprecindiveis em nossas vidas,e quando ha a separaçao uma parte de nós morre junto.Ele deixou um legado de força interior para voce,siga-o;é a melhor maneira de torna-lo eterno.

Botareli disse...

Sinto muito, amiga!
Espero que receba dos céus muita energia e força para superar essa perda!
Estarei rezando pela família apesar de não saber de quem se trata...
Meus sentimentos...

nadiavida disse...

Puxa, perder pessoas nunca é bom, perder pessoas que fazem diferença em nossas vidas é terrível... Ore por ele... Fique sozinha, converse com ele e faça uma despedida só entre vocês... Fale tudo sobre tudo, agradeça.... A dor diminui e ele ficará bem... Beijos

Márcia |Lobo disse...

Cintia, a vida só tem razão de ser porque é mesmo cíclica. Tudo nela são ciclos. Tem tempos de alegria e de tristeza, de crescer e de observar, de adoecer e de se curar. As pessoas passam pelas nossas vidas e se vão, seguindo o seu caminho. as vezes caminhamos juntos, as vezes estamos distantes. Mas, nem essa distância é suficiente para apagar as boas lembranças, os sentimentos puros, os desejos de felicidade em relação a quem ficou ou a quem partiu. Acho muito legal você colocar no seu blog não apenas o seu lado jornalista de política, mas também seu lado humano. Continue mantendo todos os seus leitores informados sobre seu estado de saúde, pois quem busca o seu blog não busca apenas comentários políticos, mas também se sentir perto de você.

Brasigrega disse...

Meus sentimentos querida!

Postar um comentário