segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

ALEP


As medidas contra as fraudes na ALEP (Assembléia Legislativa do Paraná), do presidente Valdir Rossoni (PSDB) continuam, agora em entrevista, hoje (14) a jornalista a Joice Hasselmann, falou que apenas 25 % dos comissionados serão recontratados, os outros 75 % vão ficar de fora da boquinha.
E mais uma vez eu repito que espero que seja realmente verdade, apesar de que acho um pouquinho alto o teto que cada deputado terá para os comissionados, serão R$ 60 mil para cada. Eles poderão contratar até 23 funcionários como essa verdade, eu acho que eles contratarão menos por salários mais altos.
Nós vamos continuar de olho nas mudanças da ALEP. 

3 comentários:

@MonsieurLean disse...

Funciona diferente aqui no RJ: geralmente são contratadas 10 mil pessoas a salários de R$1. Pior, gente desqualificada em extremo. Mas governo é governo e ele existe, o que não existe é educação e respeito.

Ótimo blog, Mestra. Muito interessante.

elias glaucio disse...

Transperencia,eu quero saber onde os 23 funcionarios de cada gabinete vao estar lotados e quanto recebem.Minha sugestao,e que a ALEP divulgue seus atos em um grande jornal da capital,alem do Diario Oficial

Anônimo disse...

quem acredita no Rossoni acredita em Papai Noel. O maior corrupto da Assembleia é ele. Participou de todas as falcatruas desde o governo Lerner. Nao foi so o roubo da Banestado reflorestadora. Nao foi so a namorada estudando na Europa e recebendo da ALEP .Foi muito mais.
Alipio Alves, ex-funcionario da ALEP

Postar um comentário