sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Educação



No primeiro pronunciamento da presidente Dilma Rousseff, ela falou de Educação, pois como ela mesma citou “Nenhuma área pode unir melhor que a educação, nenhuma ferramenta é mais decisiva que ela para superarmos a pobreza e a miséria...”.
Nosso país continua vivendo os inversos jovens das classes mais altas freqüentam as universidades públicas, enquanto os menos favorecidos enxergam como grande chance o ENEN, o qual o possibilita o acesso ao PROUNI e SISU. E estes mais uma vez no último ano e neste começo de 2011 foram vilões.
Esperamos que ela não se esqueça do seu pronunciamento e cobre ações dos responsáveis pela educação, para que esses sistemas se aprimorem, pois além dos já existentes será lançado mais um aliado o PRONATEC, mais conhecido como o PROUNI do ensino técnico.
Outro ponto muito discutido no seu início de governo foi o Plano Nacional da Banda Larga, o qual ela anunciou que vai viabilizar para que seja acelerado o seu lançamento.
 Nós estaremos aqui de olho.

2 comentários:

WAA - Wagner de Alcântara Aragão - Waguinho disse...

A qualidade da educação no Brasil, não é novidade, não é das melhores. Mas melhorou, e muito, nos últimos anos, com o ministério da Educação sendo conduzido pelo excepcional ministro Fernando Haddad. Também avançou o acesso - além do Prouni, do Fies reformulado e do Enem, as cotas (sociais e raciais) minimizaram esse problema apontado no post, o de que universidade pública ficava para os mais ricos. A realidade hoje, depois de seis, sete anos dessas iniciativas, não é mais assim. Precisamos intensificar e acelerar o processo de melhora da qualidade, o que passa pelo aumento da remuneração da profissão de professor.

elias glaucio disse...

O dia em que este pais priorizar a educaçao de fato,como fazem os paises de primeiro mundo...ai sim,teremos qualidade de vida e ciadadania com com digninade.

Postar um comentário