sábado, 22 de janeiro de 2011

Novela


Hoje, pela manhã, me lembrava de quando 2 boxeadores Cubanos fugiram da sua delegação, na tentativa desesperada de conseguir, no Brasil, refúgio livrando-se do regime de Fidel Castro.
Eles não tiveram a sorte quanto o italiano, Cesare Battisti, está tendo, pois bastou Castro ligar para o ex-presidente Lula para que dois inocentes, sem ter cometido crime algum, fossem deportados.
Fico às vezes me perguntando que interesse tem Lula, que no último dia de seu mandato vetou a extradição de Battisti. Ele é condenado por assassinato, por meio de ataque terrorista, porque querem manter no Brasil um foragido da justiça italiana.
Por mais que buscamos respostas eu, e muitos outros, não conseguimos compreender o motivo de tanta afeição ao italiano.
Com uma nova governante no Brasil, a Itália, tenta comover a presidente Dilma Rousseff (PT), na tentativa que ela extradite Battisti, o STF já é favorável a deportar o italiano, será que como Lula a presidente será favorável à permanência.
Os comentários são que nada vai mudar nos resta ficar de olho nessa novela. 

5 comentários:

Hugo Venturini disse...

Ideologia Cíntia! Ideologia!

abelheira disse...

O Molusco quis pintar uma imagem de bom moço, de redentor, igualando-se a um cidadão que da guarita a um fugitivo da cadeia, e deixou a lide para o STF.

elias glaucio disse...

O unico motivo e a compatibilidade de posiçoes ideologicas retrogadas.Battisti era comunista,os boxeadores cubanos nao eram.Ainda resiste dentro do PT a velha corrente xiita,que faz com que o Lula tome essas decisoes.Parabens pelo resumo de ontem.

Alameda - Imprensa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Haroldo Ceravolo disse...

Cintia, os casos são incomparáveis. Mas, mesmo querendo compará-los, sua argumentação caminha para afirmar que é justo aceitar a pressão italiana e não é justo aceitar a cubana. Se você defende que se use o mesmo peso e a mesma medida, ou defende a extradição dos cubanos ou o asilo para Battisti. ;)

Postar um comentário